Mensagens

Versatilidade, o verdadeiro game changer de um closet

Imagem
Foi desde que decidi dar tréguas á minha veia consumista que redescobri o meu armário.
Isto não aconteceu de um dia para o outro e foi preciso percorrer um longo caminho, que começou há cerca de 3 anos com uma mudança drástica no meu percurso profissional, que me permitiu parar, pensar e olhar para tudo o que tinha dentro dele. E posso dizer que foi uma forma infalível para “acordar” e tomar consciência de que estava refém de um looping de consumo inconsciente.

Causas e motivações á parte, e em forma de resumo, o que fiz para dominar o impulso de comprar de forma inconsciente foram alterações muito práticas que se relacionam com o excesso de informação que recebemos e, com isso, simplifiquei e facilitei muito a minha vida: desativei todas as notificações das Apps de marcas que tenho instaladas no telefone, cancelei os emails das newsletters de outras marcas, deixei de ir ao shopping “só para ver as modas” e, só com isto, acabei com mais de metade das necessidades que eu mentalmente c…

Review || Oriflame

Imagem
Review dos produtos:
• Base de cor Everlasting Sync THE ONE – Cor:  Light Ivory
• Pérolas Bronzing Giordani Gold – Cor : Natural Bronze

Apesar de estar confinada em casa (para mim hoje é já o dia 46, com apenas algumas saídas por motivos muito excepcionais), decidi testar estes dois produtos que foram oferecidos pela Oriflame porque, apesar do confinamento, as minhas rotinas de beleza não deixaram de existir e, como tal, já estou a usar estes dois produtos diariamente há praticamente um mês seguido.
No que toca a maquilhagem do dia-a-dia, limito a quantidade de produtos a pouco mais de uns 4/5 porque aplico apenas o básico para dar um bom ar. Sei bem que não somos todas iguais (já viram um tutorial da Kylie Jenner de uma maquilhagem básica? Tem no mínimo uns 24 produtos…) mas cada uma sabe o que precisa para se sentir bem ao olhar-se ao espelho.

Vamos começar pela base de cor Everlasting Sync THE ONE






 O que promete a marca?

   “ Base de cor inteligente, com Tecnologia Skin Response, desenvol…

Passos sustentáveis

Imagem
Se seguem o blog, sabem o quanto gosto de sapatos (até já vos falei aquisobre a minha 1ª compra a solo ) e sinceramente acho que não há nada que goste mais de comprar. Agora que ando numa fase de consumo mais consciente tenho refreado os impulsos de comprar com base nos critérios 1)“amor á primeira vista” e2) “bonito e barato” ( que,até há poucos meses, eram a justificação para as minhas compras em geral)e tenho-me concentrado em visualizar mentalmente os armários cheios de calçado/roupa que tenho em casa sempre que já estou a embarcar na loucura de “ só mais esta vez porque preciso mesmo de mais uns ténis brancos para juntar aos 10 que lá tenho em casa”. Por isso, quando recebi o contacto da Vada ( @wearevada) fiquei especialmente feliz, fui logo explorar a marca e apaixonei-me de imediato pelo conceito e pelo design minimalista dos sapatos: se simples é bom imaginem o que é simples, ultra confortável e sustentável. Entendi que quando se referem a sustentável estão a falar sobre o proce…

Fazer escolhas

Imagem
Nos últimos tempos tenho vindo a publicar cada vez menos aqui no blog e, mais ou menos há dois meses, estive mesmo a um passo de o fechar de vez.
Mas se há coisa que aprendi com a idade maturidade foi que não devo tomar decisões definitivas por impulso, ou seja, daquelas que-depois-já-não-dá-para-voltar-atrás (todas as outras, tipo comer um Kit Kat ou um pacote de gomas sem ser dia de festa, podes, sem problema…). E então decidi dar um tempo e deixar fluir, sem grande stress, porque afinal também não vinha daí nenhum mal ao mundo nem ninguém iria dar assim tanto pela falta daquilo que vou publicando por aqui, verdade?!
Mentira! É engraçado ver como o tempo se encarrega de trazer as respostas que precisas.
Deixei andar e comecei a receber algumas mensagens nas redes socais a perguntar porque é que não publicava nada no blog e que tinham saudades dos meus posts. Melhor ainda, comecei a receber sugestões de temas acerca dos quais gostavam de saber a minha opinião o que me despertou todo o int…

Love, Wear, Let go and Repeat

Imagem
Todos os anos faço uma limpeza no meu closet (que não é aquele espaço de sonho, tipo uma assoalhada inteira como alguns que vejo no Pinterest e sobre os quais costumo babar em cascata…) para retirar peças que já não uso porque deixaram de me servir ou porque simplesmente foram esquecidas e já não me dizem nada.
Verdade seja dita que ultimamente tenho tido uma consciência e ponderação maior em relação ao que compro mas houve tempo ( muito tempo…) em que não foi assim e, por esse motivo, tenho um stock considerável de roupas/sapatos/e outros bens que:

1-Ocupam espaço físico, esse bem tão precioso para quem vive num apartamento, que me faz imensa falta na logística familiar; 2-Ocupam espaço mental, porque me fazem sentir culpada em diversos sentidos (não estou a falar apenas de dinheiro …). Assim, decidi criar uma conta no Instagram, com o nome @LoveWearLetGoRepeat para colocar á disposição de quem quiser comprar, por um preço muito simpático (as que comprei) ou meramente simbólico (as que r…

Como usar renda no dia a dia

Imagem
Este podia ser um post sobre uma saia perfeita para usar num look de cerimónia mas eu decidi que seria um post apenas sobre uma saia perfeita que pode ser usada em qualquer ocasião. Esta saia, que já andava debaixo de olho desde o inicio da coleção ( mas esperei que entrasse em saldos para a comprar), seria mais facilmente associada  a um look de "convidada perfeita" porque tem aquilo que estamos habituadas a procurar nesse tipo de peça: é elegante, tem uma cor facilmente conjugável com outras e é marcante pela renda, que a torna uma peça mais especial. Apesar de este detalhe da renda poder ser visto como impeditivo para ser usada todos os dias, penso que deve ser encarado como o detalhe marcante num look casual, ou seja, a peça principal a partir da qual se deve desconstruir o aspeto mais cerimonioso que está associado a este tipo de tecido. E, para isso, basta conjugar com peças mais leves, menos texturizadas e com algum acessório que faça algum trabalho de contraste de esti…

The slip dress

Imagem
Desde que comecei o blog, já devo ter referido milhares de vezes que adoro vestidos. Isto é basicamente porque não consigo deixar de prestar a devida homenagem á felicidade que é estar pronta em pouco mais de 5 minutos mas em bom, ou seja, sem questionar duas vezes se estou bem ou mal. É a chamada aposta ganha, tal como é uma combinação de p.ex. jeans e uma camisa/t-shirt branca: não há como errar.

Mas, á parte desta funcionalidade espetacular que é praticamente comum a todos os vestidos, tenho de confessar que a minha grande queda é por slip dresses porque além de serem usáveis todo ano (com mais ou menos sobreposições) fazem-me usar a imaginação vezes sem conta porque o céu é o limite para as conjugações possíveis com uma peça destas. Eu hoje trago um vestido que me é muito especial porque foi desenhado e criado por mim e, como tal, é o meu favorito do momento (adoro-o especialmente pela cor, fluidez e pela simplicidade). Podem encontrá-loaqui.

Vou mostrar como o visto de duas formas b…